Logo

Testemunhos

 

 

107. “Fui entrando em um estado espiritual de intimidade com Deus (...)”

 

testem 107Meu nome é Maria da Consolação Pinheiro Silva, mais conhecida por Lia, moro em Brasília e, há mais ou menos 25 anos, recebi o livro nº 1 de AVVD e não encontrava tempo para ler, pois trabalhava dois e, às vezes, três períodos e tinha três filhos pequenos. O livro permanecia sobre a mesa de cabeceira, à beira da minha cama.

Estava de férias, à noite tomei banho, lavei a cabeça e fui para a sala ver o noticiário, no intervalo, fui ao meu quarto secar o cabelo, enquanto isso, senti uma força que me atraía para o lado direito, tentei resistir até que não consegui, olhei para o lado e vi o rosto de JESUS na capa do livro de AVVD, levitando, estava suspenso no ar; fiquei muito surpresa e ouvi uma voz que me dizia: “você disse que não tinha tempo para ler, você está de férias, não tem carro para viajar, chove muito, o que você vai fazer? LEIA-ME”. Eu dei um suspiro, estava perplexa. Apanhei o livro e apertei contra o meu peito e disse: “Meu Senhor! Meu Deus!” Nem voltei para ver o restante do noticiário e já comecei a ler o livro. Fui entrando em um estado espiritual de intimidade com Deus, não sentia sono nem vontade de interromper a leitura. As crianças, que antes estavam entusiasmadas com a viagem de férias, brincavam em perfeita harmonia e nem perguntavam pela viagem. Rapidamente terminei a leitura do livro e providenciei a compra dos demais volumes. Nunca mais deixei de ler e divulgar estas mensagens de JESUS, mas, paralelamente, lia outros livros. No ano passado o Senhor me disse: “Minha filha, é mais proveitoso que você leia um livro em que EU falo do que ler dez livros em que outros falam de mim”. Eu compreendi que Ele (JESUS) queria da minha parte uma dedicação preferencial para com esta obra e peço a Ele que me ajude a discernir a Sua vontade e obedecê-la. Amém! Amém!

Maria da Consolação Pinheiro (Lia)
Brasília-DF,
Brasil

testem separa

 

 

108. “Hoje vivo a alegria de ter sempre o Senhor comigo.”

 

Em 1999, eu conhecia um Jesus que nasceu numa gruta há dois mil anos atrás. Esse Jesus andou por aqui na terra, ensinou uma forma de viver. Depois, esse Jesus morreu e ressuscitou. O importante, para mim, era cumprir o que ensinou, para viver em paz.

Eu pensava que, se não cumpríssemos os mandamentos, Deus nos olhava lá do céu e decretava o inferno.

Com essa definição de Deus, eu levava uma vida vazia e meio sem sentido. Eu tinha perdido meu marido há oito anos, buscava alivio da solidão nos bares da cidade. Saia com meus dois filhos para beber e me divertir, mas uma tristeza me corroia.

Um dia, em que a insônia me perturbava, levantei-me e liguei a TV. O programa estava começando. O apresentador disse assim: HOJE VAMOS COMEÇAR O PROGRAMA LENDO UMA MENSAGEM DE UMA MOÇA QUE ESTEVE AQUI ONTEM. ELA SE CHAMA VASSULA E FALA COM JESUS E ELE DEU UMA MENSAGEM, AQUI NA TV, ONTEM.

Quando ele leu aquelas palavras, eu senti algo muito forte. Era como se eu conhecesse aquelas palavras. Achei lindo, mas logo acabou. Eu me perguntava: Como pode alguém conversar com Jesus? Mas, Ele não está lá, no céu? Essa Vassula deve ser santa.

Esqueci daquele dia e um ano se passou. Quando um amigo me deu dois livros encapados e me disse para ler, porque ele queria minha opinião. Disse que eram proibidos pela Igreja.

Mas, quando abri e vi o nome de Vassula, levei um susto e resolvi matar minha curiosidade.

Era o livro IV e lá estavam as palavras de Jesus sobre os 10 mandamentos. Comecei a ler às 19 horas e só parei quando terminei de ler, no dia seguinte. Li todo o livro de uma só vez.

Busquei, com Beneval, o restante da coleção e devorei todos os livros. A cada linha, eu sentia o imenso amor de Cristo.

No dia 20 de julho, quando terminei de ler, resolvi telefonar para a casa do Beneval, que mora em Joinville, pois eu queria mandar uma carta a Vassula. Ao ligar na casa dele, fui informada que Beneval estava em Goiânia, na minha cidade, naquele dia, junto com o padre Fanan, diretor espiritual de Vassula.

Percebi que Jesus tinha pressa comigo. Corri em direção ao colégio onde estava o Padre Fanan. Lá estavam umas duzentas pessoas. Depois de ouvir a palestra, houve um momento de cura, onde repousei no Espírito. Ao final, Beneval falou do projeto Beth Myriam, perguntou se haviam pessoas que estariam dispostas a trabalhar nestas casas de acolhida dos pobres. Sem saber como fazer, levantei-me e fui até ele e disse: EU QUERO UMA BETH MYRIAM.

O chamado foi tão forte, que, dezesseis dias após aquela palestra, começava a Beth Myriam de Goiânia. Dia 5/8/2000 nós inauguramos a nossa Beth Myriam, com a reza do terço, leitura da mensagem de Jesus e um simples lanche.

Neste ano completaremos quatorze anos de trabalhos, doações e caridade com os pobres.

A minha vida? Hoje vivo a alegria de ter sempre o Senhor comigo.

- Nós? Sempre nós, meu Senhor.

Em Cristo.

Maria da Gloria Cavalcante
Goiânia-GO,
Brasil

testem separa

 

 

110. “Sentia, naquelas Mensagens, que a Palavra de Deus (Bíblia) estava sendo esmiuçada...”

 

testem 110Comecei a ler os livros da AVVD em 1996, especificamente o Volume IV. Na época, estava com depressão profunda e fui aconselhada a procurar tratamento psicológico com Dra. Margarida Couto. Lá, fui apresentada à obra da AVVD, primeiro, um postal da Sagrada Face, onde estava escrito: "OLHA PARA MIM E SORRI-ME" (Jesus à Vassula - 23-10-1988), depois, adquiri o Volume IV. Fiquei apaixonada, quando colocava meu nome no lugar do nome de Vassula sentia Jesus falando comigo... Então, contemplava a Sagrada Face que vem estampada na capa dos livros e me sentia enamorada por Jesus. Fui me apaixonando pelas Mensagens, sentindo a proximidade de Jesus, da Virgem Maria, de Deus Pai e do Espírito Santo, que não conseguia parar de ler. Sentia, naquelas Mensagens, que a Palavra de Deus (Bíblia) estava sendo esmiuçada, ou seja, explicada em seus pormenores, principalmente nos mostrando que Deus é infinitamente amoroso e misericordioso e nos ama como nós somos e estamos.

Eu, que não tinha o hábito de ler a Bíblia, passei a ler com mais frequência e com mais amor. Passei a sentir sede de Deus. Nos livros, conheci Padre Pio (antes de se tornar santo), São Miguel Arcanjo, a aparição de Nossa Senhora em Garabandal, a importância da devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria. Participo dos retiros realizados em Brasília desde 1998 (segundo retiro), procuro participar das Missas que são realizadas na primeira sexta-feira de cada mês, pela Unidade da Igreja, União dos Cristãos e Unificação das datas da Páscoa e, também, da adoração mensal, no Santuário do Santíssimo Sacramento, no dia 16 de cada mês, das 18 às 20 horas. Tenho, no meu trabalho, uma caixa com os rolinhos de mensagens, aonde todos os que vêm aqui retiram uma e saem felizes com o que leem. Em especial, tenho um colega de trabalho, que passa na hora do almoço para retirar uma mensagem, que segundo ele é a sua "sobremesa".

Ah! Já ia me esquecendo, a depressão profunda desapareceu. Hoje, estou feliz e confiante em Deus e na Virgem Maria, que são meus tesouros. Obrigada,

Maria de Lourdes Alves Leal
Brasília-DF,
Brasil

testem separa

 

 

109. “Eu posso falar que não sabia ler a Bíblia, Jesus me ensinou (...)”

 

testem 109aEu conheci os escritos de A VERDADEIRA VIDA EM DEUS na Biblioteca, pois era leitora assídua, na parte de religião.

Quando vi aquele livrinho azul, fiquei curiosa e achei linda a Santa Face de Jesus, no livro. Quando comecei a ler, comecei a conhecer um Deus amoroso, que me amava, e muito! Eu posso falar que não sabia ler a Bíblia, Jesus me ensinou, pois Ele tornou-se meu Diretor Espiritual. Sou viúva, tenho quatro filhos, moro somente com três e a mais velha é casada. Jesus me deu forças para enfrentar tantas dificuldades.

Eu não tinha dinheiro para comprar os livros, então comecei a copiá-los em cadernos. Uma das mensagens era a contemplação dos Dez Mandamentos... Oh! Como Jesus me ensinou o quanto quer ser íntimo de nós... Então, nas dificuldades, tantas e tantas que passei, Ele sempre conversava comigo, nos escritos. Eu até pensava que somente eu, no mundo, acreditava nos escritos de AVVD. Quando conheci na internet a grande Família AVVD, que alegria! E, além disso, ficar sabendo como a AVVD estava difundida no mundo, meu Deus! Mas, não pude ainda comprar os livros, fiz o pedido, mas não podia pagar e, então, deixei pra lá...

Até que certa vez, em uma grande dificuldade, eu pensei: “Jesus me abandonou, não me ama (peço perdão a Jesus)”. Eu ia para casa triste, desolada, quando o carteiro me viu e falou: “Olha, é para você!”. Bem, eu recebi, mas pensei: “como? Não cheguei a imprimir o boleto!”. E chorava de alegria, pois ganhei de presente o livro “O meu Anjo Daniel” e o I volume de “A VERDADEIRA VIDA EM DEUS”. Chorei e choro de emoção, ao lembrar, pois, agora sei que o Paizinho NUNCA me abandonou.

testem 109bEm uma mensagem de E-mail, uma senhora chamada Cida, falava-me que sentiu o quanto eu desejava os livros e os mandou para mim... Agradeço até hoje. Em 2010 tive um sonho com a Vassula. Eu sentia um grande desejo de comungar e minha situação não permitia. Então, sonhei com a face de Vassula, ela olhava de perfil, depois para mim, pegava o globo (choro) e apontava para o Brasil, exatamente para o meu Estado, Rio Grande do Norte. Depois ela pegava a Hóstia de Lanciano, o pedaço de carne, tirava um pedaço e me oferecia... Sei que era Jesus... Pouco tempo depois, minha situação mudou, com a ajuda de um Padre, e comecei a receber meu Amado, na Santa Eucaristia...

Jesus não me ofereceu uma vida sem dificuldades, Ele me ofereceu suas mais preciosas joias, que eu amo, amo muito (os Cravos, a Cruz e a Coroa de Espinhos, como nos diz nas mensagens de AVVD). Terei sempre provações, mas, com Ele, Jesus, sempre e para sempre, NÓS...

Em outra dificuldade, quase desistindo do meu Amado, Ele me fez conhecer Cidinha, de João Pessoa, que agora é minha mãezinha e me orienta e me ama muito! Jesus só me mostrou o quanto podemos amar e ser amados.

Oh! “A Verdadeira Vida em Deus” é verdadeiramente um Hino de Amor de Deus cantado à humanidade. É um alimento dos Céus para nosso tempo tão sem Deus...

Bom, eu peço desculpas pelos erros, mas, sei que serão corrigidos, fielmente. Escrevi, assim mesmo, porque eu poderia esquecer algo se me constrangesse muito.

Maria de Fátima Dantas
Carnaúba dos Dantas - RN,
Brasil

testem separa

 

 

111. Ainda não estava consciente da necessidade de orar pela “Unidade”

 

testem 111A paz do Senhor esteja com todos vocês! Tenho lido bastante tudo o que eu trouxe do Retiro AVVD. Foi muito importante para mim o “aprender a rezar”, pensando em cada palavra, sem pressa, sentindo as palavras saindo do coração. Outro ponto precioso foi a “intimidade com Deus”; como isso modifica nossa maneira de ser! Ainda não estava consciente da necessidade de orar pela “Unidade”. Penso que não serei mais a mesma depois das lições que recebi. Agradeço, mais uma vez, a Deus, por ter podido fazer o Retiro de AVVD e conhecer as Mensagens deste Hino de Amor. Muito obrigada.

 

 

Maria do Carmo Dodl
Florianópolis - SC,
Brasil

testem separa

­