123. “Posso dizer que passei por um avivamento muito forte (...)”

 

testem 123Eu era uma católica comum, de me confessar regularmente e ir à Santa Missa, no domingo. Mas, depois da leitura dos livros de Vassula, algo mudou no meu coração, na minha fé, na minha alma. Posso dizer que passei por um avivamento muito forte, algo muito profundo, e que transformou a minha vida. A certeza de que podemos estar em comunhão íntima com o Senhor, o dia todo, fez-me colocar em prática estes exercícios espirituais que enriqueceram a minha fé, a minha crença no Deus Salvador, que nos ama e que tem preparado maravilhas aos que creem.

Tive a oportunidade também de conhecer Vassula Ryden, pessoalmente, em 1999, quando ela visitou a cidade de Campinas (bem próximo de Piracicaba), onde uma multidão foi vê-la e ouvi-la, na Escola de Cadetes. Foi uma tarde inesquecível. Foi a única vez em que a vi e, no término de sua palestra, ao sair, ela passou bem perto de mim. Havia nela uma luz indescritível.

Apaixonei-me totalmente pela obra AVVD, desde o primeiro livro. Tomei a iniciativa de escrever aos amigos, parentes, pessoas conhecidas, amigos escritores daqui e de outros países, divulgando a obra, instando a todos que tomassem conhecimento deste Tesouro, sempre passando o endereço do representante mais próximo da cidade onde a pessoa residia.

Como representante e divulgadora, recebia muitos pedidos de leitores de outras cidades; embalava os volumes com cuidado e despachava os pacotes pelo correio. Confesso que coloquei muito dinheiro do meu bolso para realizar este santo apostolado e penso que Deus tem me recompensado, até hoje, por tudo isso. O Senhor nos retribui além do que merecemos. Deus é fiel.

Continuo sendo uma grande divulgadora de AVVD. Tenho grande estima e admiração pelo Sr. Beneval, que sempre me orientou em tudo, quando aqui representei as Edições Boa Nova no Brasil e, também, pelo Sr. Hipólito, que editou, durante anos, com grande brilho e competência, o maravilhoso Boletim.

Fiz muitos amigos pelo Brasil todo e em outros países também, com meus artigos religiosos, publicados em sites católicos.

Atualmente sou colaboradora do Caderno de Cultura do Jornal de Piracicaba e publico uma crônica nova, toda terça-feira. Pertenço à Academia Piracicabana de Letras. Colaboro em cinco sites na internet, sendo dois deles católicos (www.espacojames.com.br e www.rainhamaria.com.br).

Sou católica praticante, confesso-me regularmente e comungo todo domingo. Faço minhas orações em casa, embora já tenha participado de um grupo de oração que, infelizmente, não mais existe.

Vivo uma vida de simplicidade, praticando o Evangelho e sua riqueza. A riqueza do Reino.

Marisa Bueloni
Piracicaba-SP,
Brasil

testem separa