106. “Imediatamente, comecei a sentir que Jesus estava muito junto de mim (...)”

 

Depois de haver saído da Congregação Religiosa, à qual pertenci 13 anos, procurei constituir uma família. Houve muitas decepções e aventuras. Por desleixo, abandonei a fé católica, não cultivei mais a oração, a Missa e os sacramentos. Isto por 23 anos. Neste tempo, relacionei-me com um homem separado e com ele quis ter filhos.

Hoje, tenho uma filha com 32 anos e criei-a sozinha.

Em 1998 e 1999, tive uma crise financeira violenta. Senti-me no fundo do poço.

Aí então, veio parar às minhas mãos o l Volume de “A Verdadeira Vida em Deus”.

Comecei a ler diretamente nos diálogos de Jesus com Vassula. Imediatamente, comecei a sentir que Jesus estava muito junto de mim, sendo resposta para tudo o que eu estava precisando.

Não me considero emotiva, mas, à medida que eu ia lendo e vivenciando as palavras de Jesus, as lágrimas surgiram, não de tristeza, mas de alegria e emoção. Com as palavras de Jesus, fui sentindo a necessidade de mais orações, voltar à confissão e participar da Missa, cultivar a Intimidade com Ele, Jesus. Aí, também, conscientizei-me do valor da MISSA e comecei a ir mais vezes na semana e a divulgar as mensagens.

Com imensa gratidão. Abraços em Cristo.

Maria Aparecida Martins (Cida)
Porto Alegre-RS.,
Brasil

testem separa