87. “Até hoje, não tive sentimento mais intenso que a alegria de ler estes livros (...)”

 

testem 87Em 1995, eu e minha amiga D. Enir fizemos uma visita à falecida Irmã Ana Maria, no Convento das Irmãs Clarissas na Avenida Carlos Luz. A irmã pegou um livro da AVVD e disse: “Este livro é uma Graça de Deus, quando eu comecei a lê-lo, fiquei intrigada e queria encontrar falha nele, pois queria saber por que Deus foi se manifestar para uma mulher comum e não a uma religiosa?”. Mas, a irmã falou de uma forma tão iluminada e verdadeira de que Cristo estava falando naquele livro que anotei o endereço, para comprá-lo. Naquela época a AVVD já tinha seis livros publicados com as mensagens de Deus Pai, de Jesus e de Nossa Mãe Santíssima.

Até hoje não tive sentimento mais intenso que a alegria de ler estes livros e descobrir neles a presença viva de Cristo. Pensava também que as pessoas buscam fontes diversas para alcançar o êxtase da alegria. E poderiam sentir este ápice de alegria lendo estes livros com humildade e atenção. À medida que Deus fazia novas revelações para a humanidade, comprei os livros, até completar os doze que Jesus permitiu a ela, Vassula, divulgar.

Foram grandes as mudanças em minha vida e continuam acontecendo. Passei a ter mais fé em Deus. Sou católica e me converti ao catolicismo a partir de uma verdadeira vida Cristã, e o que é mais incrível, através de uma ortodoxa, eu que não era uma católica ativa, hoje participo da Igreja.

Em relação a outros irmãos Cristãos, torne-me mais receptiva, compreendi que temos muitos outros irmãos e passei a respeitá-los e amá-los. Aprendi muito sobre como agradar a Deus e sei que, às vezes, erro, mas, sinto uma angústia enorme e tento reparar o meu erro e não continuar nele.

A partir de A Verdadeira Vida em Deus cresceu em mim um amor enorme por todos os padres e o Papa. Respeito-os e sei que são representantes de Cristo, na terra. Aprendi muito sobre vários Santos, que são comentados nos livros. Vivi em cada folha que li algo Celestial e Divino como se um pedaço do céu estivesse entrando em mim através de meus olhos.

No dia 10 de Julho de 2012 iniciamos o grupo de AVVD de Sabará, sob a minha coordenação. Não é um grupo muito grande, mas prevalecemos na fé e no amor de Deus. Nosso grupo se reúne quinzenalmente, na terça feira, e temos adultos e crianças.

Feliz aquele que quis escutar!

Kátia Cunha Costa
Sabará-MG,
Brasil

testem separa