Logo

Notícias

Circular: 19/2022 - Centro de AVVD.


ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



Circular: 19/2022

Data: 30 de julho de 2022



Meus irmãos e irmãs em Cristo Jesus;



Carta recebida de Vassula
Centro de AVVD

Caros Leitores de AVVD,

Em primeiro lugar, agradeço ao meu Deus por todos esses anos desde que Ele me chamou, me formou e tornou-me uma testemunha para viajar pelo mundo testemunhando Sua Misericórdia e Amor. Nunca tive a expectativa e nunca imaginei quão vasta Sua mensagem se tornaria no futuro e quantas pessoas Ele chamaria de colaboradores ou embaixadores. Embora Deus Pai tivesse me dito que me enviaria trabalhadores para me ajudar, por causa do tamanho desse trabalho apostólico, eu não podia imaginar como, e, no entanto, Ele assim fez. Eu sempre pedia que Ele me guiasse como alguém guia um carrinho de brinquedo com controle remoto. Que Ele apertasse o botão quando quisesse que eu fosse adiante. Que pressionasse o botão para controlar a velocidade, para acelerar ou diminuir a marcha, etc.

Hoje estou escrevendo a todos vocês para compartilhar um assunto que discutimos brevemente em nossa última reunião da Fundação em Genebra. Isabelle Gay estava mostrando a mim e ao meu filho Fabian, que estava lá, todos os arquivos de AVVD que ela empacotou e guardou em sua casa; em salas e corredores com armários de materiais de arquivo. Os cadernos originais em que as mensagens estão escritas também são guardados em um cofre no porão de sua casa. Eu disse a ela que tenho um tanto igual na minha casa em Rhodes. Então, o que será de todo esse tesouro quando nós também formos chamados a deixar esta terra para entrar em nosso Lar Celestial? Então me lembrei do que Deus Pai me disse há muito tempo. Eu tinha perguntado a Deus Pai até quando Ele continuaria a me dar mensagens. Ele disse: “até o fim” (da minha vida). Perguntei quando seria isso. Ele apenas respondeu: “quando Eu estabelecer Minha Obra”.

Tanto Isabelle quanto eu dissemos que toda a Obra deveria ficar reunida e não dividida em duas casas. Deve ficar em um único lugar. Mas para colocar tudo isso temos que encontrar um Centro e comprá-lo, a menos que nos seja dado de presente. É claro que Fabian, meu filho, não poderá ficar com todos os arquivos em seu pequeno apartamento alugado na Suécia. Se tivermos um Centro, podemos ter vitrines para mostrar (exibir) certas coisas preciosas que recebi como presentes, ou declarações de apreço por parte de senadores, ministros de turismo de Israel, presentes de cardeais, de bispos e cartas de apreço por parte de muçulmanos, entre outros, toda a nossa coleção de vídeos, as muitas medalhas de ouro dos budistas, várias estátuas de Jesus e Maria e muitos ícones que tenho. Há também um caderno de anotações original, exposto em uma armação envidraçada, exibindo a escrita hierática, enquanto os demais ficarão guardados em um cofre com temperatura controlada por termostato para que não sejam estragados pela umidade. Todos os livros de todos os idiomas numa espécie de biblioteca. Jornais, nossas revistas em diferentes idiomas, etc.

O Centro ideal deve ter alguém que viva lá permanentemente, como zelador, que possa guardá-lo, ou ter voluntários de AVVD se revezando. O Centro deve ser ativo com retiros constantes, Missas e Adoração.

Refleti sobre os Centros que conheço de pessoas que também receberam mensagens, ou que tinham carismas especiais - todos estabeleceram Centros. Fátima, Lourdes, Santa Catarina Labouré, Margarida Maria, Faustina, Padre Pio, Martha Robin, Valtorta, e as mais recentes, algumas ainda vivas: de Medjugorje, Garabandal, Renato Barone de Schio, Myrna de Souffanieh, Débora de Manduria, Emma ( a senhora filipina) a quem foi oferecida como presente uma enorme casa azul com muitos quartos e salões, no Canadá, como Centro.

Martha Robin tem muitos Centros que são administrados por padres em todo o mundo. Eles devem continuar a ter retiros o tempo todo. Pe. Umana tinha um vasto Centro, Pe. Quenouelle no Japão também tinha um, além de na França, é claro. Parece-me que é hora de procurar seriamente um Centro para AVVD. Deus gostaria que Sua Obra fosse preservada em um local e estabelecida em algum lugar.

Meus primeiros pensamentos (inspiração?) foram para encontrar algo no sul da Itália. Me veio a ideia de Lecce ou algum lugar próximo.

Da maneira como Deus tem me guiado, acredito que esse desejo também vem dEle. Como quando eu perguntei a Ele como Sua Obra seria chamada. Ele disse: “chame de A Verdadeira Vida em Deus”. Do mesmo modo que as Beth Myriam foram sendo criadas e difundidas, creio que também o Centro de AVVD se estabelecerá em algum lugar.

Acredito que Deus nos mostrará e nos fornecerá os fundos necessários para um Centro.

Em Cristo
Vassula.




Que Deus nos abençoe,



Leonardo Cesar Harger
Contato Nacional

Site oficial:
www.tlig.org/pt/
Site AVVD Brasil:
www.avvdbrasil.org.br

­